Este espaço é-vos dedicado

Se andam com alguma dúvida e o vosso envolvimento é tal que já não conseguem distinguir o branco do preto, talvez possamos ajudar.
Envie-me um mail para tarotdashin@gmail.com expondo a sua dúvida. Todos os casos serão tratados anonimamente, mas atenção, só responderemos a mails identificados. Assim que recebermos o mail, enviamos a confirmação de o ter recebido. Gostávamos que, ao elaborar a vossa questão, se colocassem na perspectiva do que podem fazer, do que está ao vosso alcance para alterar a situação que vos preocupa. Além disso podem também expor as vossas dúvidas sobre que tipo de bloqueios vos estão a prejudicar na situação em questão.

O preço da consulta será discutido em cada caso, pois pode ser em dinheiro ou em serviço. O que tem para nos oferecer em troca?

Gratas pela oportunidade dada!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Novidades

Bom dia caros leitores e amigos,

hoje venho dar-vos algumas notícias, actualizar-vos sobre algumas das mudanças que ocorrerão por aqui.

Comecei os meus estudos e um percurso mais consciente nesta via espiritual há 13 anos. Na altura comecei por fazer uns cursos de meditação e lembro-me da primeira questão que me foi colocada, o facto de se cobrarem esses serviços. Não compreendia o porquê, já que toda a minha vida achei que se temos uma capacidade a devemos pôr ao serviço dos outros.

Dessa forma, desde que lanço cartas (há 10 anos) apenas cobrei uma vez consulta e porque a pessoa fez questão de pagar. Nunca cobrei porque sempre considerei que havia troca no lançamento, pois cada pessoa que me pedia para lançar cartas servia para que eu fosse mais longe no meu conhecimento e dava-me uma oportunidade de ir mais longe na construção da minha confiança.

Mas a verdade é que hoje tenho pessoas a pedirem conselhos ao tarot por tudo e por nada e isso incomoda-me. Não me incomoda o facto das pessoas terem dúvidas e pedirem ajuda, mas sim a dependência que criam com esta ajuda. É minha crença que todos temos as respostas dentro de nós, sobre a nossa via só nós sabemos, por tal, a minha forma de vos ajudar é sempre no sentido de vos devolver o poder que têm dentro de vós para retomarem as rédeas do vosso Carro. Nesse sentido, as leituras que vos faço guiam-vos para dentro de vós em busca dessas respostas. Esta é a minha convicção.

Contudo, há também uma outra questão. Creio que eu própria me tornei dependente da vossa ajuda. Fui usando o facto de me ajudarem a aprofundar o meu conhecimento de tarot para nunca mais dar o passo seguinte e colocar um valor naquilo que faço. Este serviço que vos presto precisa de ser valorizado (por mim, entenda-se) e, por isso, a partir daqui as consultas terão um preço. A troca que faremos já não pode ser só o que até aqui era, a troca terá de envolver da vossa parte também um serviço.

O valor que vos peço será de 40€ mas também pode ser uma outra coisa qualquer que tenham para me oferecer. O que fazem? Que serviço me podem prestar? Têm algo de valor que me queiram ofertar em troca? Aposto que sim!

E assim, depois de uma morte e ressurreição, dou um novo passo na minha Jornada. Quem quiser acompahar será muito bem-vindo.

Abraço-vos a todos em forma de gratidão pela oportunidade que me deram até aqui e por aquelas que me darão a partir de agora.

domingo, 25 de novembro de 2012

Para a C.B.

Foi pedido que eu colocasse a questão, depois de exposta a dúvida que tinha, na essência a ver com a vida do filho. A essa liberdade decidi aliar um novo tipo de leitura, a Leitura do Mago, que apesar de simples é profunda e nos pode ajudar a ir ao encontro do auto-conhecimento e do crescimento pessoal. 

Vamos lá então. A principal aprendizagem espiritual a realizar neste momento é deixar de ver as coisas pela sua perspectiva, colocando-se no lugar do outro. Com isto quero-lhe dizer que é preciso neste momento deixar de desejar a vida que deseja para o seu filho e ver a vida que ele tem. É a vida que ele escolheu, por muito dura que lhe possa parecer. E a sua Vontade não poderá nunca interferir no rumo da vida dos outros. Aceite o seu filho e a vida que escolheu é a prioridade neste momento, depois, talvez consiga serenar e dar aquilo que é preciso, carinho e compreensão, sem medo nem ansiedade.

Na verdade o único caminho que as cartas apontam para que haja alguma mudança na situação, tem a ver com o mental, com o acalmar a mente, fazê-la parar de se ocupar com esses pensamentos de crise, de sofrimento, de dor e de morte. Precisa mudar como pensa para poder ver o mundo de outra forma.

Aquilo que está a ser dito serve para que possa verdadeiramente ajudar quem neste momento lhe ocupa a sua mente. Pois, como bem disse e está tão presente nas cartas, a C. é assim, uma mãe verdadeira com todos. E creio que os outros sabem disso e que podem contar com isso. Dessa forma, não se preocupe muito com os efeitos que esta mudança de mentalidade lhe pode fazer pois ela jamais irá mudar a sua essência, o saber e desejar cuidar dos outros. Só lhe pedimos que olhe para a dor dos outros mas não a carregue por eles, já que ela é feita à medida para aquele que a sente e vive. Eu que não sei nada de nada sobre ser mãe, mas sei o que é ser filha, há momentos em que apenas desejamos colo e não quem se preocupe por nós e viva aflito, pois isso já nós o fazemos. 

No fundo, o que as cartas lhe dizem é para ter fé, acreditar dentro de si que tudo se vai resolver, não como você quer, mas como o seu filho precisa. Lição dura para quem ama, sem dúvida. Mas sei que é uma mulher determinada e que ama de facto o seu filho, por isso, sei que será capaz de fazer esta mudança dentro de si. Quanto ao que vier a acontecer ao seu filho, só tenho para dizer que seja o que for, é um sortudo por ter uma mãe como a C. ao seu lado para o que der e vier.

Um abraço e espero do fundo do coração que esta leitura, feita no dia 25 de novembro às 17h30, a acalme.